Infraestrutura hiperconvergente: 5 aspectos a levar em consideração

Hiperconvergência

A hiperconvergência é uma espécie de “canivete suíço” da Tecnologia da Informação. Trata-se, de fato, de uma inovação que combina várias funções em apenas um lugar. Se o canivete suíço agrega tesoura, abridor de latas e garrafas, saca rolhas, chave de fendas e até USB num pequeno apetrecho, a estrutura hiperconvergente une diversos componentes virtuais e físicos em uma única infraestrutura (servidores, redes e hardware de armazenamento). Essa união resulta em um único dispositivo, que, controlado por um software, aplica estratégias para combinar plataformas variadas (computação, armazenamento, backup etc.) em apenas uma plataforma.


O canivete apresenta um alto custo-benefício, uma vez que torna acessível reunir uma grande quantidade de apetrechos em um só lugar, em vez de dispender mais dinheiro para comprar cada um separadamente. Do mesmo modo, a infraestrutura hiperconvergente é mais barata, por agilizar a gestão de várias componentes ao reunir tudo em um só lugar. Sinergia é a palavra-chave aqui.


De fato, a hiperconvergência permite a eliminação de taxas de manutenção contínuas para aparelhos e serviços auxiliares, reduz os custos de energia graças aos requisitos reduzidos de hardware, reduz a necessidade de treinamento contínuo para uma miríade de plataformas diferentes e permite o redirecionamento dos custos para o pessoal técnico de TI, ao simplificar as operações.


Além disso, segundo uma pesquisa conduzida pela ActualTech Media, para cerca de 500 especialistas do setor de TI, os principais atrativos envolvidos nesta tecnologia, são: a velocidade e a agilidade de implantar cargas de trabalho virtualizadas e a melhoria da eficiência operacional envolvida. Portanto, hipercongência é sinônimo de redução de custos, agilidade, segurança, flexibilidade e escalabilidade.

Mas para aderir à infraestrutura convergente, é preciso mais do que saber as suas principais vantagens. Isto porque a escolha de uma nova solução de TI requer sempre uma análise cuidadosa – uma opção errada pode mesmo blindar a expansão e o desempenho de uma organização. Para ajudar você a evitar as armadilhas, apresentamos aqui as 5 considerações mais importantes que você precisa ter em mente na hora de escolher uma estrutura hiperconvergente. Continue a leitura e saiba mais!

#1 Tenha especial atenção ao hipervisor

O hipervisor forma a base da infraestrutura hiperconvergente – é ele o responsável pelo o “hiper” em hiperconvergência. Trata-se de uma estrutura que fornece todos os benefícios da virtualização, da eficiência operacional e do aumento da disponibilidade. Por isso, é muito importante ter especial atenção na hora de escolhê-lo e avaliar as soluções disponíveis.

Aqui vão algumas perguntas importantes a se levar em consideração, na hora de escolher este item:

– O hipervisor possui uma reputação duradoura em termos de bom desempenho, qualidade e satisfação do cliente?

– O hipervisor fornece suporte a um conjunto robusto de aplicativos, para que você possa virtualizar todos os aplicativos com confiança?

– O hipervisor é compatível com o seu data center existente? Qual o nível de sobrecarga de gerenciamento exigido? Há algum potencial desafio durante a integração?

– O hipervisor suportará, no futuro, aplicativos de terceiros e novas tecnologias? Ele oferece uma ampla gama de suporte aos principais sistemas operacionais?

– E quanto ao aspecto econômico, o hipervisor permite otimizar a economia de custos, utilizando melhor o hardware existente e reduzindo os requisitos do servidor?

#2 Escolha bem o software

Já vimos que uma das promessas da infraestrutura hiperconvergente é que ela permite trabalhar de maneira mais eficiente. Um único software pode cumprir  essa promessa. Vejamos por que essa opção é a mais viável.

– Reduz a complexidade

Com menos componentes de software para instalar, gerenciar, monitorar e solucionar problemas, menos as coisas que podem dar errado. Quando um problema surge, você pode identificá-lo mais rapidamente.

– Aumenta a eficiência operacional

Um único software agrega as principais funções em um só lugar, para reduzir as dependências entre as equipes. Além disso, você pode provisionar armazenamento adicional com apenas alguns cliques.

– Aproveita os investimentos existentes

Imagine o quão mais rápido você pode ver os benefícios da infraestrutura hiperconvergente sem a necessidade de adotar novas interfaces ou obter conjuntos de habilidades especializadas. Procure uma solução que não exija dispendiosos treinamentos para resultados mais rápidos.

– Possibilita maior integração do data center

Integrando-se a outros componentes em seu data center, incluindo área de trabalho virtual e soluções de virtualização de rede, você garante que todas as peças funcionem eficientemente.

#3 Preocupe-se com a automação

A automação em nível corporativo pode economizar tempo e tornar sua equipe mais eficiente. Procure uma solução de infraestrutura hiperconvergente que permita a automação completa para obter o máximo retorno de seu investimento. Veja o que procurar:

– Provisionamento de armazenamento automatizado

Economize tempo valioso com o provisionamento automatizado de recursos.

– Gerenciamento centralizado baseado em políticas

Com monitoramento aprimorado e recursos integrados de relatórios, você pode responder rapidamente às necessidades do seu negócio.

– Provisionamento inteligente

A flexibilidade de implantar servidores resolve o problema de uso excessivo e da subutilização, proporcionando grande economia de custos no processo.

#4 Tenha em mente flexibilidade

Cada organização é diferente. Portanto, você deve procurar por uma solução que seja flexível o suficiente para atender às suas necessidades específicas. Com base no seu orçamento e na realidade da sua empresa, você pode optar por uma solução personalizada ou uma solução pronta pode ser implantada rapidamente. Em ambos os casos, tenha em mente aquilo que mais se adequa à sua realidade.

#5 Pense em longo prazo

Uma arquitetura flexível e moderna prepara a empresa para atender às demandas de aplicações do futuro. Uma boa solução de hiperconvergência deve ser adaptável às tecnologias de hardware emergentes e demandas futuras de aplicativos e arquiteturas.

Escolha uma solução que já consiga se adaptar a aplicativos de alto desempenho e infraestrutura de desktop virtual. Isso garante uma vida perene à estrutura hiperconvergente escolhida.

Em parceria com a Cisco, a Sysdata está preparada para oferecer proteção  e apoio ao seu negócio. Aproveite a sua visita ao nosso blog e entre em contato conosco para uma avaliação agora mesmo.

Por hoje é tudo. Para não perder as nossas dicas voltadas para o mundo da TI, cadastre-se agora mesmo para e receba a nossa newsletter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *