Firewall para instituições financeiras

Segurança na internet. Certificado de segurança

Instituições financeiras são constantemente alvos de ataques de hackers, pois são um alvo de alto valor. Dessa forma, essas empresas precisam manter uma vigilância constante sobre suas informações e transações, pois a segurança dos dados, e consequentemente a confiabilidade, também fazem parte de seus ativos.  

Confira este artigo e descubra por que é necessário proteger as informações dos clientes e das próprias instituições financeiras, como, bancos, cooperativas de crédito, casas de câmbio, factoring, entre outras. 

Proteção às informações e sua importância

Dentre os vários segmentos do mercado, as instituições financeiras estão entre as que mais necessitam investir em segurança, pois são o setor que mais sofrem riscos de ataques virtuais sobre suas estruturas de TI, principalmente com a grande adesão aos acessos online nos últimos anos. 

Entre os riscos mais emergentes que bancos e outras instituições financeiras podem enfrentar, podemos destacar o uso de internet banking. De acordo com o relatório da pesquisa “Riscos à Segurança de Instituições Financeiras”, realizada pela Kaspersky Lab e a B2B International, até 2020, 42% dos bancos preveem que a grande maioria dos seus clientes utilizará serviço de banco online. Além disso, outra atenção que se deve ter, ao se falar do uso direto dos clientes, são os ataques de engenharia social e os phishings.

No entanto, o grande e maior risco à segurança de bancos, cooperativas de crédito e outras instituições financeiras continua sendo os ataques direcionados, que requerem da parte delas uma combinação de soluções avançadas e uma inteligência de segurança abrangente, que busquem mitigar esses ataques. 

De acordo com relatórios divulgados, em 2017, por empresas de segurança de informação, grupos que cometem cibercrimes têm crescido e se sofisticado. E, cada dia mais, direcionam suas ações para instituições financeiras ao invés de direcionarem-se para os clientes, já que os ataques a elas oferecem lucros maiores.

Como proteger as informações de instituições financeiras

Para proteger as informações de seus clientes, bancos, cooperativas de crédito e outras instituições que lidam com valores, precisam ter uma estrutura de firewall robusta, isso envolve firewalls de próxima geração (NFGW) e gerenciamentos centralizados de ameaças (UTM), já que uma instituição financeira lida com ameaças avançadas. 

Além disso, um firewall de uma instituição financeira deve oferecer uma proteção ampla e de alto desempenho, que a proteja de ameaças de segurança dinâmicas. Outro fator primordial é que a proteção deve se estender desde os pontos finais (computadores e outros dispositivos) até a nuvem.

O ideal é que o firewall para bancos e cooperativas de créditos tenham alta performance, certificações de desempenhos e gerenciamentos em painéis únicos, que gerarão maior visibilidade e controle. Isso permitirá que o firewall tenha uma ação elevada, mas sem comprometer a produtividade e a atuação de outros sistemas. 

Como pudemos notar, a proteção das informações dos clientes deve ser sempre um dos maiores focos de instituições financeiras, para isso, é primordial investir em um firewall de verdade, que ofereça segurança de alto desempenho e alta qualidade. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *