Computação em nuvem: você já usa e nem percebeu

Computação em Nuvem

É bem provável que a sua empresa já use o cloud computing (ou “computação na nuvem”), mesmo que você não perceba isso. Nos últimos dez anos, esta ferramenta tornou-se uma das principais tecnologias do mundo e vem conquistando cada vez mais a atenção de empresas de todos os segmentos.

Algumas estatísticas ajudam a traduzir em números o próspero contexto relacionado aos investimentos e às inovações em ferramentas e soluções centradas na nuvem. Segundo o “Relatório de tendências em TI da SolarWinds: Retrato deuma organização de TI híbrida, publicado em 2017, 95% das empresas brasileiras pesquisadas migraram alguma coisa para a nuvem nos 12 meses que antecederam o estudo.

A Gartner, em um relatório de 2016, observou que, até o ano 2020, as empresas que não utilizam o cloud computing serão tão rarasquanto as que hoje não utilizam Internet. Além disso, cerca de 98% de toda a carga de trabalho de processamento será realizada por uma arquitetura baseada na nuvem.

Considerando toda a importância da tecnologia em questão, hoje apresentamos um resumo do que mais importante você precisa saber sobre o cloud computing. Explicamos as principais vantagens desta ferramenta e mostramos alguns dos aplicativos disponíveis no mercado. Continue a leitura e saiba mais!

Primeiro, o que é o cloud computing?

A palavra “nuvem” (ou “cloud”) no nome desta tecnologia faz referência à ideia de que o seu princípio de funcionamento envolve o armazenamento de dados em um lugar que está fora do alcance imediato das empresas, lá nas alturas, algures em um espaço etéreo. Apesar de ser uma tecnologia relativamente nova, que data do final dos anos 1990, o seu conceito é bem mais antigo, remontando aos primórdios da TI, lá nos anos 1960.

Basicamente, o cloud computing consiste em computadores físicos que armazenam os dados dos usuários a distância.Assim, salvar um arquivo equivale ao ato de salvá-lo na sua máquina – mas com várias vantagens, como veremos. A diferença fundamental é que, em vez de salvar a informação no seu HD pessoal, você irá armazená-la em um HD que está a quilômetros de distância.

Como dissemos de início, é bem provável que a sua empresa já use esta tecnologia, mesmo que você nem saiba disso. Por exemplo, os smartphones são dispositivos automaticamente integrados na nuvem. Eles são monitorados e atualizados a partir da nuvem, que é usada, por exemplo, para instalar e atualizar aplicativos e para fornecer mídia de fluxo contínuo, mensagens e outros serviços online. Então, se a sua empresa usa um smartphone, pronto! Ela está usando a nuvem.

Quais são as vantagens do cloud computing?

 
Podemos resumir as principais vantagens do armazenamento remoto recorrendo a três palavras-chave: acessibilidade, custos e segurança. Vejamos o porquê.

Acessibilidade

Uma das principais vantagens da nuvem, quiçá a principal, é dar ao usuário a possibilidade de acessar seus arquivos a qualquer momento e em qualquer lugar. Isso traz consequências importantes na estruturação do trabalho nas empresas.

Por exemplo, funcionários podem acessar todos os dados de que precisam para desenvolverem seu trabalho apenas usando um dispositivo com acesso à Internet. Isso aumenta significativamente a produtividade dos negócios.

Custos reduzidos

Outro benefício é o custo, uma vez que é substancialmente mais barato utilizar os serviços de armazenamento na nuvem do que ficar comprando HDs. Além disso, a nuvem deixou de servir apenas para guardar arquivos e hoje também abriga apps e softwares, que podem ser utilizados sem precisar ser baixados.

Quando a sua empresa compra um serviço de computação de cloud computing, ela paga somente pelo que utilizou. Se tivesse que adquirir todos os recursos computacionais responsáveis por melhorar a capacidade de armazenamento e o desempenho das máquinas, ela acabaria pagando pela quantia integral, mesmo que não fizesse uso de tudo, isso para não falar de gastos com eletricidade e manutenção.

Segurança

Afinal, a nuvem é segura? Esta é uma das perguntas feitas por quem ainda tem resistência à tecnologia em questão, mas resposta é um “sim” categórico. Muitos fornecedores de cloud disponibilizam um vasto conjunto de políticas, tecnologias e formas de controles que tornam o armazenamento remoto ainda mais seguro, contra quaisquer potenciais ameaças.

Para além da barreira de login e senha, servidores avançados também criptografam a troca de dados. Toda informação enviada é particionada em vários “pedaços” de forma a confundir um possível ataque de hackers.  As informações também são duplicadas – ou seja, se um data center der problema, seus dados estão salvos em algum outro lugar.

Quais são alguns dos serviços de cloud mais populares no mercado?

Hoje em dia, calcula-se que existam mais de 20 mil aplicativos de cloud computing disponíveis. A seguir, destacamos alguns que você precisa conhecer.

Microsoft Office 365 for Business

Além de ofertar os tradicionais softwares que você já conhece, como o Word e o Excel, o Office 365 também apresenta soluções profissionais de produtividade na nuvem. Durante os últimos anos, a ferramenta vem se popularizando como uma das mais modernas do mercado. A suíte de aplicativos disponível permite trabalhar em equipe, garantindo a segurança dos dados e aumentando a produtividade da sua empresa.

Box

Boa solução para o armazenamento e compartilhamento de arquivos. O principal diferencial está na oferta simultânea de recursos de integração bastante robustos.

A ferramenta oferece também centenas de parceiros e a possibilidade de adotar soluções customizadas às demandas do seu negócio.

Slack

Este é um bom recurso para turbinar a comunicação interna. Sabe aquele típico problema de “cadê aquele e-mail? Reencaminha pra mim, não estou achando” ou “aquela planilha está salva só naquele outro computador”? O Slack elimina. Ele serve para iniciar e importar conversas, links, e-mails e documentos de aplicativos como o Google Docs, tudo reunido em um só canal. A ideia de colocar pastas dentro de pastas também é descartada: tudo fica organizado em uma pilha, de forma muito mais visível. Funciona em todas as plataformas — inclusive iOS e Android.3.

Trello

Este aplicativo é ideal para empresas que trabalham com projetos, tornando simples e intuitivo o compartilhamento de ideias e a atualização dos andamentos das diversas etapas de execução. Trocas intermináveis de e-mail, as planilhas desatualizadas e arquivos dispersos? O Trello elimina tudo isso de uma só vez. Com o recurso a uma série de quadros ou bilhetes, que podem ser facilmente arrastados para diferentes lugares (por exemplo, “em andamento”, “pendente”, “urgente”), fica muito mais fácil administrar qualquer projeto.

Por exemplo, em um projeto como a reestruturação do plano de marketing, os usuários podem criar quatro listas: “ideias”, “a ser feito”, “fazendo” e “feito”. Com o tempo, todos os cartões classificados em “ideias” que passaram à lista de “a fazer” vão sendo promovidos para as listas subsequentes, “fazendo” e “feito”. Quando isso acontecer, significa que o projeto foi concluído.

Com esta lista de aplicativos, encerramos o artigo de hoje. Depois de tudo o que foi exposto, duvidamos mesmo que a sua empresa ainda deseje integrar os escassos 5% que ainda não aderiram à computação na nuvem!

Se gostou deste post, não deixe de compartilhá-lo em suas redes sociais. Ah, e para não perder as nossas dicas voltadas para o mundo da TI, cadastre-se  agora mesmo para e receba a nossa newsletter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *